Ano novo, desafio novo

Vamos brincar mais uma vez?

Já falei em posts anteriores que o meu lance com a cozinha tem se transformado numa relação bem séria. Comer está no meu top 5 de melhores coisas que o ser humano é capaz de fazer; porém, não somente o ato me interessa, todo o processo que se finaliza na boca me é um universo atraente. Aprender sobre harmonias de temperos, sabores, aromas, brincar com texturas e cores, e experimentar alimentos tão diversos quanto possível – uma paixão que dificilmente irá me deixar.

O fato é que, como eu gostei bastante desse negócio de me propor desafios, pois tem me tirado de certa zona de conforto (preguiça!), bem como me ajudado a quebrar alguns preconceitos, já no final do desafio do ano passado, resolvi qual seria o meu próximo. E tem a ver com comida, claro!

O que eu me propus foi: a cada mês deste ano fazer uma receita nova (pra mim) que exija um pouco mais dos meus ainda não totalmente conhecidos (até por mim) dotes culinários. Já me sinto seguro com alguns pratos, italianos, especialmente, por isso vou tentar fazer comidas com temperos e ingredientes que eu não tenho muito contato no dia a dia. E a cada mês de 2014 venho aqui no blog postar o prato, a receita e o que mais der pra mostrar, rs.

Em janeiro eu não pude fazer nenhum prato para o desafio, mas agora em fevereiro deu. Para comemorar o aniversário da minha pequena, que foi no dia 20 passado, fiz um predileto dela.

O prato:

2014-02-20 12.29.042014-02-20 12.30.28

A receita:

Ingredientes

  • 1 moranga média
  • 1 copo de requeijão
  • 1 kg de camarão limpo , temperado com pimenta-do-reino e limão
  • 2 colheres (sopa) de azite, para dourar
  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho amassado
  • 3 tomates sem pele e sem sementes, picados
  • 1 pimenta de cheiro picada
  • 3 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 1 xícara (chá) de leite de coco
  • 1 lata de creme de leite
  • 1 colher (sopa) de salsa picada
  • 1 colher (sopa) de cebolinha verde picada
  • queijo parmesão ralado a gosto

Preparo:

Antes de tudo é preciso “preparar” a moranga, retirando a tampa com uma faca e as sementes com uma colher.

Depois o que eu fiz foi levar ao fogo uma panela que cabia a moranga inteira, enchi a panela com água até um pouco mais da metade de sua capacidade, deixei ferver e coloquei a moranga para amaciar; primeiro com a abertura virada pra cima e depois com ela virada pra baixo. Esse processo não demora mais que 10 minutos contando a partir da fervura da água. Próximos passos: retirar a moranga do fogo, escorrer a água que acaso fique dentro dela, e deixá-la esfriar.

Para o recheio, eu fiz um refogado simples do camarão já temperado com pimenta do reino, sal e limão. Aquilo lá de sempre: fogo baixo pra médio, azeite, cebola, alho, dourou tudo e tchanam: camarão pra dentro. 10 minutos, no máximo. Só aí vão os tomates, a pimenta de cheiro e o trigo diluído no leite de coco. Desliguei o fogo, acrescentei o creme de leite (sem soro, hein) e o requeijão (eu fiz uma mistura dos dois antes), e corrigi o sal e a pimenta. A mistura toda foi para a moranga.

Antes de levar a moranga ao forno, untei a área externa dela com azeite pra ressaltar sua cor. 30 minutos a 180º. Cebolinha e salsa pra fazer aquela frescura final, coloquei uns camarões ali do lado também pra dar um charme, e queijo ralado pra dar a liga. Daí é boca. E foi boca demais porque ficou bom pra caralho.

Em março tem mais!

 

Anúncios

Sobre Paulo Henrique Moraes

sempre entre a palavra e a música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: