Sobre Garage Rock, diversão e cansaço

(Mais um blog. O que eu posso fazer? O que vocês podem fazer? Quando der vontade de escrever, e sempre dá, estarei por aqui a falar sobre coisas diversas – música pop e literatura na maioria das vezes, não vou mentir.)

Pra começar, ó só doc. massa em três partes que veio a mim pelos links da vida.

Garage Rock é sempre legal demais, principalmente pela diversão que é ser jovem, ter disposição pra baderna e essas coisas. O doc. mostra essas bandas anos 2000 de algumas cidades americanas, e tudo meio que misturado: shows, bagunça, dificuldades, destemor, vontade de. Algumas das bandas são legais pra além disso, outras são só isso mesmo e acabou. Gostei de ter assistido por ter me feito lembrar de como é divertido e de como tem que ser exatamente assim. O problema pra mim é que em algum momento esse negócio todo enche o saco, tem todo um lance por trás que te consome todo, se tu não consegue balancear isso de alguma forma, cansa mesmo – digo pois sinto isso como alguém que ouve e faz garage rock: é quase inevitável.

Mas o doc. é bem mais que isso, claro, ele dá uma zoneada bem bacana sobre essa safra nova de bandas garageiras americanas, e todo o lance em volta: público, se virar pra shows, lançar discos, a volta dos singles e lançamentos em vinil, estrutura de selos pequenos, etc, etc, etc. Vale muito a pena ver!



Anúncios

Sobre Paulo Henrique Moraes

sempre entre a palavra e a música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: